Apresentação

Pesquisa  sobre a lógica e aplicações práticas do modo de pensar característico dos brasileiros.

___________*____________

OBJETIVOS  DA PESQUISA (EPI).

1 – O objetivo inicial foi desenvolver instrumentário epistemológico adequado. Sua concepção geral correspondente aos sistemas abertos. É composto de subsistemas, autoincrementativos. Pretende ser apto a processar fenômenos característicos da realidade nacional.

Basicamente, o instrumentário consiste no processamento de agentes de sistemas epistemológicos, em modo associativo-pragmático.

Orientado por objetivos e levando as idiossincrasias do objeto em consideração, aplicam-se agentes, diferenciadamente, formulando os fenômenos pela perspectiva adequada.

As características particulares dos sistemas formam estrutura diversificada, constituída por várias unidades, homogêneas ou heterogêneas, com diferentes especialidades. Integram-se, eclética e associativamente, procurando resolver problemas pela intervenção coletiva.

Tais sistemas existem na Biologia e na Informática, nos processos de “inteligência artificial”. São, porém, ainda raros na Epistemologia.

Os agentes apresentam características diversas: são autônomos, aperfeiçoam-se constantemente, interagem recíproca e cooperativamente. São flexíveis. Em nosso caso, os “agentes” são conceitos e sistemas filosóficos, epistemológicos, científicos e artísticos.

Através de processos especialmente desenvolvidos, rastreiam fenômenos. Intervém circular e reciprocamente, isolada ou conjuntamente, quantas vezes forem necessárias. Produzem processo elíptico de intensificação, regulado por objetivos definidos.

Por ser “sistema aberto complexo adaptativo”, o instrumentário desenvolve-se ininterruptamente, no contato com os fenômenos, como “work in progress”.

Associamos elementos que possibilitam abrangência, efetividade, mobilidade e criatividade. Outro critério foi o fato de apresentarem características relacionáveis à cognição dos brasileiros. Podem sugerir a incrementação de qualidades que temos. Queremos desenvolver. E outras que precisamos aprender.

a

2 – O segundo objetivo foi desenvolver conceitos brasileiros. Os sistemas componentes do instrumentário foram processados, em conjunto, para estudar os “modos cognitivos dos brasileiros,” em momentos característicos e representativos. Foram formulados como conceitos especificamente brasileiros. Resgatam a perspectiva construtiva, para que transformem-se em inovações e recursos inusitados.

O processo da composição musical aparece como laboratório excepcional, onde componentes de nossa realidade podem ser simulados e testados, em “experimentos pensamentais,” sensualizados parcialmente pelos sons. Simultaneamente, é o campo onde os processos cognitivos dos brasileiros apresentam-se com vigor e clareza. Neste processo identificamos a proto-transformação dos modos cognitivos dos brasileiros, dos distúrbios de sua possível originalidade, em criações geradoras de autoconfiança.

a

3 – O objetivo seguinte foi sugerir procedimentos elementares para a operacionalidade dos conceitos brasileiros. Isto sugere-se como paradigma para modos cognitivos correspondentes.

a

4 – Finalmente, desenvolver instrumentos para esboçar  Teoria Instrumentalista do Brasil.

_______________________________________________________________

Edson de Melo

© Copyright 2011-2012 – Todos os direitos reservados