Organon da Recivilização do Ocidente  – (09/05/2015)

cabeca.gif

Dedicado ao querido amigo Thomas Sixel, já falecido,
que tanto sonhou com a Fraternidade Norte-Sul.

No norte da Europa, a Páscoa é festa bastante importante.
Há aqui o hábito de fazer faxina em toda a casa, antes da Páscoa.
A noite, faz-se uma grande fogueira, em local publico.
Simboliza a queima do que no Inverno foi difícil, negativo etc.
Uma tradição da época dos Batavos.
Boa época para resumir as atividades, nos últimos anos.
___________________________________________________________________

Ciclo Propedêutico
(ou base teórica preparatória)

CAPALINKPAIO desenvolvimento da Epistemologia Pragmática Instrumentalista teve a função de resumir e organizar o que de mais representativo aconteceu na Epistemologia, ou Filosofia da Ciência, principalmente nos últimos trinta anos. Isto em referência aos nossos objetivos e projetos.

Assim, é obra orientativa, quase pedagógica, que permite situar pensamentos no amplo contexto da Epistemologia que impulsionou o desenvolvimento da Ciência. E reconstruir as ferramentas e processos que culminaram na fase atual dos trabalhos.

O imenso desenvolvimento da Ciência, impulsionado, ao menos parcialmente, pelo pensamento de inúmeros epistemólogos, promete-nos superar o estágio de civilização planetária, para o novo estágio de civilização interplanetária.

_______________________________________________________________________________________

Posteriormente, a Sistemática Criatividade Heurística EPI IIIsch(SCH) propôs utilização prática-poiética de acontecimentos e características culturais. Cada um deles é fonte de informações.

A SCH pretende ser um método para iniciar a decodificações de acontecimentos característicos a socialização dos brasileiros.

Isto esta exemplificado em grupo determinado de acontecimentos e características da cultura do país.
________________________________________________________________________________________Método - Res Nuncius

.Res Nuncius foi, criado logo depois, é um manual para clarificação e desenvolvimento do pensar.

Permite intuir-se no modo de pensar que, de certa forma, dirige todo o projeto.

Estas obras constituem ciclo propedêutico.

Ou seja, base teórica preparatória.

________________________________________________________________

.Sua aplicação inicial foi a TEORIA DO BRASIL:

TBDescreve e explica o Frame of Reference (FR) característico da socialização no país. Desse modo, os hábitos cognitivos dos brasileiros.

Muitos fenômenos e acontecimentos da vida social, cultural e político-econômica do país são deduzidos e explicados, a partir de FR.

Trata-se de enfoque original, contando com ferramentas sofisticadas, para compreender a complexidade do país.

De certa forma, highlights do pensamento de Albert Einstein, Wolfgang Pauly e Richard Feynman foram aplicados neste projeto, para processar imensa quantidade de dados.

Ao mesmo tempo são sugeridas propostas para o necessário programa recivilizatório, corrigindo falhas no processo de formação do país.

A fase de pesquisas foi finalizada no ano de 2014. Encontra-se em fase de testes e correções, para aprimorar sua consistência.

_______________________________________________________________________________

ser2.jpg

Enquanto a TB aguarda a finalização. Desenvolvi a Systematic Enlightenment and Recivilization, um sistema que possibilita a incrementação da qualidade e intensidade da vida cotidiana.

Trata-se de versão moderna e cientifica da Teoria e Prática da Impecabilidade.  O desenvolvimento e formulação sistemática da arte comportamental, essencial na obra de Friedrich Nietzsche, principalmente em Zarathustra.

Este sistema ganhará uma versão básica em inglês, alemão e holandês. A fase de pesquisa e desenvolvimento esta concluída.

Com o estagio de desenvolvimento destes trabalhos, ocorreu-me ter a disposição material para enfocar importante questão na Filosofia e Civilizações ocidentais.

“Desde a adolescência, ocupava-me a questão da Intersubjetividade da Verdade.”

No ano de 1974 havia realizado pesquisa, ao longo de três anos, para estudar este problema. Já então, conscientizei-me de sua possibilidade. Passei a acreditar na possibilidade da unificação de todos os homens.

Mais tarde, reencontrei este pensamento no Idealismo Alemão, na concepção da objetividade do espirito, por exemplo, em Hegel e Herbert Witzenmann.

Todavia, eu formulava esta questão aos modos de Albert Einstein, ou como um Físico a pensaria. Pois, este sempre foi meu modo de pensar:

Seria possível produzir equivalência de Frames of Reference, viabilizando a compreensão, e possível concórdia, entre todos os seres vivente? 

Isto seria um passo e base teórica consistente para iniciar um processo de superação do estagio de discórdia, conflitos e violência, que fazem a humanidade permanecer neste status primitivo de desenvolvimento ético e social, a despeito do grande desenvolvimento técnico cientifico, alcançado nos últimos cem anos.

Aplicado em acontecimentos de menor complexidade, na vida cotidiana, melhoraria, instantânea e sensivelmente, a qualidade da comunicação, com todas as suas consequências:

O fim, potencial, do caos das discussões, desentendimentos, com suas consequências terríveis: separações, violência, guerras.
Ao menos sensível melhora pela presença de ferramenta desenvolvida para produzir entendimento e harmonia.

Denominei este sistema
         “O FIM DO CAOS”

Todavia, isto seria possível?

Em meados de Março, de 2015, esbocei um modelo Matemático preliminar. Propus-me, então, seu desenvolvimento em três etapas:

1 – Como Teoria Físico-Matemática: 

O objetivo seria fornecer a comprovação, ao nível matemático da viabilidade do projeto.

Em assuntos extremamente abstratos e complexos, inicialmente é bastante útil desenvolver modelo matemático. Deve ser suficientemente exato, para permitir calculações e posterior processamento com computadores.

Comprovando matematicamente sua viabilidade, o projeto mostra-se realizável, na maioria dos casos.  Ao menos, aceita-se sua veracidade analítica.

A partir deste estágio, espera-se a oportunidade para submeter a Teoria a testes que assegurem sua adequação a realidade transubjetiva, na qual a vida transcorre.

2 – Em seguida, seu desenvolvimento como Teoria Filosófico-Psicológica.

O objetivo seria transpor a dimensão puramente matemática, analítica em outra intuitivamente acessível. Isto exige detalhado trabalho de mapeamento do problema que esta sendo realizado atualmente.

O modelo matemático permite-nos pensar o impensável, o “não-intuitivo”.

A dimensão filosófica aproxima o modelo abstrato à realidade do senso comum da vida cotidiana.

3 – Formulação existencial como prática comportamental.

Em seguida, o modelo pode ser formulado em termos de Arte Comportamental, seguindo parâmetros da Systematic Enlightenment and Recivilization.

Assim, transforma-se em Prática Comportamental, aplicável em ações do dia a dia.

Atinge, desse modo,  status prático e reformista. Pode ser base orientativa para processo recivilizatório, análogo aquele realizado na Alemanha do pós-guerra, sob o impulso da Teoria Critica da Escola de Frankfurt (Horkheimer, Theodor Adorno, Walter Benjamim, Lukacs, Marcuse, Erik Fromm).

A primeira fase foi concluída nos dias de Pascoa.

A Matemática adaptada por Albert Einstein, para a Teoria da Relatividade adequa-se ao meu projeto.

Além do mais, a concepção de operadores da Mecânica Quântica e Path-Integrals, além do método da “Sum over Histories” de Richard Feynman, complementam a Matemática e concepções relativistas de Albert Einstein, em função de nosso projeto.

Atualmente estou trabalhando na segunda etapa.

Todavia, como seria possível resolver esta questão?

Esta pergunta ressalta-se instantaneamente, ao considerar o processo de sua solução. A resposta pode ser simples e surpreendente:

A formulação filosófica-teológica desta questão impede sua resolução.

Neste ponto ocorreu-me pensamentos análogos aos de Ludwig Wittgenstein: A grande maioria dos problemas filosóficos é a sua própria formulação.

Em outras palavras, a capacidade de produção de problemas do pensar, e métodos filosóficos, é assimétrica a sua capacidade de resolução.

Talvez, este seja um problema inerente e velado no pensar filosófico-teológico.

Assim, seguimos recomendações de Gemrick Alltschüler:

Quando um problema não resolve-se em um plano, muda-se este plano introduzindo novo paradigma.

A mudança da formulação, do âmbito filosófico para o matemático permite sua melhor compreensão.  Coloca-nos a disposição ferramentas da Física Relativística e Quântica, além de elementos da String Theory, como apresentados por Leonard Susskind, um de seus criadores mais proeminentes.

A possível  unificação da:

1) Teoria do Brasil

2) com a Systematic Enlightenment and Recivilization

3) e o Fim do Caos 

4) gerará, possivelmente, o ” Organon da Recivilização do Ocidente.” 

_______________________________

“Em resumo, O FIM DO CAOS é  sistema matemático-físico-filosófico-psicológico-existencial que nos diz em que direção olhar em nosso mundo interior, para encontrar o mundo interior de todos os homens.”

Propõe impulso básico para promover, simultaneamente, a própria personalidade e a fraternidade:

A simultaneidade de individualidade, subjetividade, singularidade e universalidade.

A irmandade Norte-Sul é o fato do  sistema viabilizar ao homem do Sul a intuição no FR do homem do Norte, e vice versa.

Esta possibilidade inaugura a ética da compreensão bilateral intersubjetiva. Todavia, pelo caráter sistemático e detalhado do sistema, esta intersubjetividade ganha a forca de intensa transsubjetividade. Torna-se real, concreta.

Gera a irmandade Norte-Sul, pela produção metódica – sistemática de transsubjetividade da intersubjetividade.

Fenômenos subjetivos tornam-se intersubjetivos. E podem ser posteriormente transformados em acontecimentos transsubjetivos.

Caso o FIM DO CAOS aproxime-se deste resultado, a Fraternidade Norte-Sul será possível.

_______________________________________________________________
Edson de Melo
© Copyright 2014-2015 – Todos os direitos reservados